Quem é mãe sabe a dificuldade que é montar uma lancheira saudável para seus filhos. A complicação não está apenas em saber escolher quais alimentos são realmente nutritivos e ideais para as crianças. Está também na resistência da criança em aceitar determinados alimentos — principalmente frutas, legumes e outros lanches naturais.

A importância do lanche adequado está no papel essencial que a alimentação possui no desenvolvimento da criança. Ela influencia na estruturação do corpo, na formação dos ossos e até mesmo no desempenho escolar. Quer saber como preparar uma lancheira saudável para o seu filho? Confira a seguir!

Respeite os gostos da criança

Isso não significa que você deve deixar a criança se alimentar apenas de bolachas e salgadinhos. É necessário fazer com que ela experimente diferentes tipos de comidas para que se adapte aos sabores — esse é um processo que demora certo tempo, mas que é muito importante.

O ideal é buscar saber quais alimentos são do gosto da criança e lembrar que, mesmo que ela se adapte a frutas e legumes, sempre existem alguns alimentos dos quais ela não gosta. Nesse caso, não adianta tentar forçar a alimentação, pois seu filho não comerá o lanche preparado e isso pode ser prejudicial a ele.

Saiba quais alimentos evitar

No supermercado, existem muitos produtos que nos levam a acreditar que são saudáveis. Porém, ao analisar os ingredientes, fica claro que são cheios de gorduras e açúcares.

Por isso que é importante sempre olhar a composição dos produtos. Quanto mais natural, com menos aditivos (menos nomes estranhos na lista de ingredientes) e mais caseiro, melhor a qualidade do alimento que seu filho está consumindo.

Sendo assim, tente dispensar lanches prontos e pesados — como sucos de caixinha, bolachas, bolos recheados e outros. Em vez disso, sempre que possível, prepare você mesma alguma opção simples, fácil de consumir, saudável e, preferencialmente, integral.

Tenha em mãos uma lista de opções

Muitas vezes, ficamos sem criatividade ou sem ideias de lanches que atendam a todas essas exigências. Então, aqui vão algumas ideias do que colocar na lancheira:

  • frutas frescas ou desidratadas;
  • bolo integral;
  • sanduíches naturais;
  • castanhas;
  • amendoim;
  • salada de frutas;
  • cereal;
  • iogurte;
  • sucos;
  • água de coco;
  • milho;
  • tomate cereja;
  • biscoitos leves (como o de polvilho).

Uma ótima opção é escolher frutas simples de serem consumidas, como maçã, banana, uva e pera. Essas podem ser colocadas na lancheira apenas higienizadas e até mesmo com casca. Já frutas como melancia, melão e abacate podem cortadas e colocadas em um pote bem vedado para conservá-las até o momento do consumo. E o mesmo vale para os vegetais e outros lanchinhos.

Veja a também a matéria sobre:

Ofertas de supermercados, economize em 5 passos

Economize em 5 passos, clique aqui!

Varie os lanches

Assim como nós, os pequenos precisam de variedade de alimentos para haver um equilíbrio dos nutrientes absorvidos. Além disso, é normal que eles também cansem de comer sempre as mesmas coisas. Portanto, varie o conteúdo das lancheiras mudando os sabores dos sucos e recheios dos sanduíches, por exemplo.

Para finalizar, reforçamos que uma lancheira saudável é importante não só para manter seu filho alimentado, como também para proporcionar melhor desempenho escolar e o melhor desenvolvimento do corpo. Lembre-se de sempre optar por lanches simples e naturais, combinado?

Curtiu o post? Então continue por aqui e conheça os benefícios do consumo de alimentos orgânicos.

Veja nosso encarte de ofertas de supermercados! Clique aqui.