Quando tratamos de economia doméstica, estamos falando de algo que envolve uma vida com mais responsabilidade e qualidade, certo? Algumas ações dentro de nossa própria casa podem proporcionar melhorias para a família e uma vida mais prática em vários aspectos. Economizar também é uma atitude de cuidado e respeito com nosso modo de viver.

A casa em que vivemos é um lugar que deve ser gerenciado com carinho. Priorizar ações que levem à economia tem que ser uma atitude em todas as épocas da vida e não apenas em tempos de crise. A economia doméstica depende de uma educação financeira e da mudança de certos comportamentos, sabia?

Continue lendo este post e confira cinco dicas de economia doméstica para colocar em prática já!

1. Aproveite bons preços por meio de pesquisas

Sim, é necessário realizar essa tarefa. Não compre em qualquer lugar os produtos para a sua casa. Antes de realizar as compras, faça uma pesquisa para escolher aquele supermercado que ofereça o melhor custo-benefício. A pesquisa de preço é necessária para qualquer produto que você for comprar.

Opte por locais que ofereçam o melhor preço e qualidade em sua tradição. Essa atitude mostra que você pensa de forma responsável, e não custa nada fazer uma pesquisa, não é mesmo? Você e sua família só têm a ganhar. Além disso, quando se pode contar com supermercados que trazem inovação e facilidade para comprar é bem melhor.

2. Cozinhe em casa e alivie o bolso

Por falar em compras no supermercado, que tal cozinhar em casa? Se você já cozinha em seu lar, sabe como é uma boa atitude tanto para a economia doméstica quanto para manter uma alimentação saudável.

Comer em casa pode ser mais vantajoso financeiramente do que comer fora, além de ser saboroso, pois a comida sai de acordo com suas preferências. Aproveite e monte um cardápio para a semana.

3. Mude os hábitos e economize energia

Já reclamou alguma vez que a conta de energia elétrica estava alta demais? Às vezes, temos atitudes que favorecem o consumo. Por isso, é preciso prestar a atenção às ações do dia a dia para diminuir esse gasto e colaborar com a economia doméstica, que significa também mudar alguns hábitos.

Atitudes simples como desligar a luz quando sair do quarto e tirar da tomada os eletrodomésticos após a utilização, entre outras mudanças, podem contribuir muito para uma economia em casa. Além disso, fazer a manutenção de alguns eletrodomésticos  também ajuda. A borracha da geladeira, por exemplo, precisa ser trocada regularmente.

4. Lide bem com o uso da água

E não é só a energia elétrica que entra nessa economia, tem a água também. Quando for lavar roupas, você pode reutilizar a água da máquina para limpar os espaços externos. Além de ajudar na economia contribui com o meio ambiente. São muitas as atitudes que você pode tomar para mudar a maneira como lida com a água em casa, como fechar a torneira enquanto escova os dentes e o chuveiro enquanto se ensaboa.

5. Elabore uma planilha de economia doméstica

É claro que sempre tem imprevistos, mas boa parte de nossos gastos pode ser controlada. A planilha financeira entra com tudo nessa jornada. Não pense que essa é a parte chata da economia, pense que é a parte necessária. Uma planilha indica sua receita e seus gastos, assim você tem uma visão geral de seu orçamento mensal.

Realizar uma economia doméstica exige mudanças, inclusive de hábitos. Pequenos ajustes e conscientização fazem diferença em seu dia a dia. No entanto, é preciso ter determinação, uma vez que mudar os hábitos não é tão simples. Tenha em mente que economizar é bom para você e sua família, que a tarefa ficará mais fácil.

Que tal começar hoje mesmo a praticar a economia doméstica em sua casa? Compartilhe este post em suas redes sociais e contribua para que todos façam o mesmo!