Hoje em dia, é difícil encontrar alguém que não esteja preocupado com a qualidade da alimentação. E o motivo vai muito além de perder uns quilinhos, já que o bem-estar e a saúde devem sempre estar acima da necessidade de se encaixar em algum padrão. Nesse contexto, ganhou popularidade a alimentação low carb.

Você já ouviu falar nesse termo, mas não sabe bem o que significa? Então, continue a leitura do artigo, pois vamos explicar o que é a dieta low carb e indicar quais são os primeiros passos para você começar a segui-la. Boa leitura!

O que é a alimentação low carb?

A dieta low carb consiste em exatamente o que o nome indica: baixo carboidrato. Ou seja, ao adotar esse estilo de alimentação, é necessário deixar de fora da rotina arroz branco, pão e macarrão, entre outros alimentos.

No entanto, para que não ocorra um desequilíbrio no organismo, é fundamental aumentar a ingestão de proteínas (que são obtidas em carnes, ovos e leguminosas, por exemplo) e de gorduras boas (presentes em alimentos como castanhas, azeite, abacate etc.).

Um dos principais resultados obtidos com a dieta low carb é a redução de peso, já que ela melhora o metabolismo. No entanto, esse tipo de alimentação também ajuda no controle da diabetes, da pressão arterial e do colesterol.

Mas, para aproveitar todo os benefícios da low carb, é muito importante ter total atenção à escolha dos ingredientes, uma vez que os alimentos processados e ricos em gordura saturada podem comprometer o resultado.

Como seguir a alimentação low carb?

A princípio, pode parecer impossível seguir uma alimentação low carb. Afinal, não é sempre que conseguimos retirar da rotina alimentos que nos acompanham durante toda a vida. Mas, mudando pequenos hábitos, é possível iniciar nesse estilo de alimentação e em pouco tempo colher os primeiros resultados. Confira!

Exclua os alimentos proibidos

O primeiro passo para seguir na dieta low carb é abrir mão de carboidratos refinados e com alto índice glicêmico. Alguns exemplos são os produtos feitos à base de farinha de trigo e açúcar. Então, doces, refrigerantes, biscoitos e outras guloseimas nem pensar!

Selecione os alimentos permitidos

Ao retirar o pãozinho do café da manhã, por exemplo, é preciso encontrar substituições. Algumas boas opções perfeitas para a primeira refeição do dia são ovos mexidos, iogurte natural, abacate e leite desnatado. 

Estabeleça um cardápio semanal

Para seguir a dieta de forma mais fácil, elabore um cardápio semanal e inclua na lista do supermercado apenas os itens que você já sabe que fazem bem para a sua saúde. Capriche em uma grande variedade de vegetais, hortaliças, leguminosas e peixes, de preferência orgânicos.

Respeite as fases da dieta

Reduzir drasticamente a quantidade de carboidrato ingerida pode gerar ansiedade e mau humor. Então, se esses sintomas se manifestarem nos primeiros dias, tenha em mente que é uma fase e que seu organismo está se adaptando.

Faça pequenos lanches durante o dia

Ficar muito tempo sem comer não é uma boa ideia na dieta low carb. E na hora que a fome chega, não dá para comprar qualquer industrializado. Por isso, tenha sempre com você uma fruta ou um mix de castanhas. 

A alimentação low carb tem conquistado muitos adeptos e os resultados são realmente surpreendentes. Mas, para não colocar a sua saúde em risco, é fundamental procurar o acompanhamento de um médico ou nutricionista. E atenção, pois idosos, crianças e gestantes não devem seguir esse tipo de dieta.

Quer continuar aprendendo a cuidar da sua saúde? Então, veja como construir um cardápio semanal saudável em 4 passos!