O protetor solar infantil é essencial na hora de cuidar da saúde dos pequenos, principalmente antes de sair ao sol. Bebês a partir de 6 meses já devem usar protetor solar para evitar os danos à pele. Porém, para garantir a proteção correta, os pais precisam saber qual o protetor mais adequado para cada idade.

Para ajudar os pais e mães, vamos explicar neste texto tudo sobre protetor solar infantil. Acompanhe a leitura e tire todas as suas dúvidas!

Protetor solar infantil

Existem três tipos básicos de protetor solar infantil:

  • baby;
  • kids;
  • infantil.

Essa divisão ocorre para classificar os protetores em físicos ou químicos, além de indicarem para qual faixa de idade são mais indicados.

Baby

Normalmente, faz parte da linha baby os protetores físicos, ou seja, aqueles que não são absorvidos  pela pele. Eles atuam como uma barreira de proteção física, em que mesmo com a ação do sol sobre a pele, os raios não penetram a superfície de contato.

Esse tipo de proteção é mais indicada para as peles sensíveis, como as dos bebês mais novos, das grávidas e das pessoas com tendências a desenvolverem alergias.

Como a sua composição se dá por substâncias naturais, pode ser mais difícil na hora de espalhar o protetor no corpo, o que deixa a pele, consequentemente, mais esbranquiçada, com a cor do produto.

Esses produtos são mais indicados para as crianças de até dois anos de idade por prevenirem as reações alérgicas e por terem mais funcionalidade nessa idade, uma vez que as crianças maiores possuem mais locomoção para retirar o produto durante brincadeiras e jogos, ou por meio do próprio suor.

Kids e Infantil

A partir dos dois anos, recomenda-se o uso dos protetores kids ou infantil. Eles são a mistura dos protetores químico e físico. Dessa forma, ele não será apenas uma barreira, também será absorvido pela pele.

É possível encontrá-lo na forma de creme ou spray. A segunda opção apresenta mais rapidez e praticidade na hora de aplicar.

É importante ter em mente que não se deve economizar ao passar o protetor, uma vez que uma camada grossa é essencial para proteger a pele totalmente. Além disso, não se esqueça de passá-lo em todas as dobrinhas da criança para evitar queimaduras indesejadas.

O fator de proteção ideal e como aplicar corretamente

O mais recomendado para as crianças é que o fator de proteção do filtro seja acima de 30. Se a pele for muito clara, escolha produtos de fator 50.

Lembre-se que o protetor deve ser aplicado na pele seca e depois se deve esperar cerca de 30 minutos antes de ir ao sol. Assim, o produto será absorvido corretamente pela pele, no caso do protetor químico.

O protetor solar deve ser reaplicá-lo de duas em duas horas, ou antes, caso haja muita transpiração, ou após banhos de piscina, mar, etc.

Com esses cuidados com as crianças, fica muito mais fácil proteger a pele do pequeno dos raios solares!

Gostou do nosso texto? Se você ficou com a alguma dúvida, deixe o seu comentário no post que vamos te ajudar!