O autoexame das mamas é de grande importância para a prevenção do desenvolvimento avançado do câncer nessa região. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), houve um aumento em 28% de casos de câncer de mama no Brasil, em que a maior parte das pessoas atingidas era de mulheres com idade entre 40 e 69 anos.

Por isso, o autoexame das mamas deve fazer parte da rotina de todas as mulheres, a fim de diagnosticar a doença ainda no estágio inicial. Desse modo, é mais fácil efetuar um tratamento com mais chances de sobrevivência. Observa-se, assim, que a luta contra o câncer de mama começa com a prevenção, que pode ser feita em casa!

Saiba mais sobre o assunto aqui! Continue a leitura e confira o passo a passo que preparamos de como realizar o autoexame das mamas.

1. Observe os braços e as mamas em frente ao espelho

Veja as mamas em frente ao espelho em três posições, observando o tamanho, a forma e a coloração. A primeira posição é com os braços caídos na lateral do corpo. A segunda com os braços levantados de forma que o cotovelo fique para o alto e a mão encostando na parte de trás da cabeça. E, por último, com as mãos segurando a cintura e os cotovelos para os lados.

É preciso verificar se há alguma alteração visual, como inchaços, saliências, textura da pele diferente, entre outros. No caso de haver alguma mudança, procure um ginecologista ou mastologista para que se tenha orientação profissional qualificada de quais medidas tomar.

2. Apalpe as mamas de pé e no banho com movimentos circulares e de cima para baixo

Coloque a mão esquerda atrás da cabeça com os cotovelos para o alto e, em seguida, toque a mama realizando movimentos circulares com a mão direita. Faça esse movimento de cima para baixo por toda a mama. Depois, faça o mesmo processo com a outra mama, invertendo os posicionamentos das mãos e dos braços.

Encontrando alguma alteração no tecido, como um caroço ou pele enrugada, busque ajuda médica. Pode não ser nada demais, mas é preciso acompanhar o desenvolvimento de qualquer anomalia, como o crescimento de um nódulo.

3. Toque as mamas e axilas em posição deitada

Deite-se de barriga para cima com um braço para o alto de forma a deixar a axila em evidência. Com a outra mão livre, toque as mamas e a axila de forma minuciosa, não deixando de conferir todas as partes.

É comum haver alguns nódulos pequenos na axila, por isso o autoexame é importante para verificar com constância se há o aumento de algum deles. Caso haja, é importante um exame de imagem, como um ultrassom, para acompanhar, junto de um médico, o desenvolvimento ou crescimento deles.

Lembre-se que o autoexame das mamas é um método de prevenção, mas sozinho não é efetivo para diagnosticar o câncer de mama. Por isso, faça sempre as suas visitas periódicas a um médico de confiança e siga as suas orientações, realizando sempre os exames solicitados.

Agora que você já sabe mais sobre o autoexame das mamas, que tal compartilhar este texto nas suas redes sociais? Assim, mais pessoas podem se informar sobre o assunto e se cuidar melhor.